Pisa 29 de Julho de 2019

Inep representa o Brasil em treinamento para análise dos resultados do Pisa

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é o representante brasileiro no encontro preparatório para divulgação dos dados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), promovido pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O encontro, em Princeton, nos Estados Unidos, visa capacitar os gestores responsáveis pela avaliação em cada país para utilizarem o software International Database Analyzer (IDB), desenvolvido especificamente para o Pisa. O treinamento é feito pela OCDE, responsável pelo programa, em parceria com o Educational Testing Service (ETS), e ocorre até o dia 31 de julho. A divulgação dos resultados do Pisa está prevista para dezembro.

Além de trabalhar com o banco de dados, a capacitação habilitará os participantes para lidar com a análise estatística dos microdados do Pisa, do processo de amostragem até a análise dos dados de desempenho cognitivo dos estudantes brasileiros. Esses conhecimentos são fundamentais para a elaboração do relatório técnico final do Pisa 2018 e para realizar as etapas de preparação para o exame em 2021.

Pisa – O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) é uma iniciativa de avaliação comparada, aplicada de forma amostral a estudantes na faixa etária de 15 anos, que investiga a capacidade desses jovens de buscar, selecionar, interpretar, integrar e analisar textos associados a situações que vão além da sala de aula. A avaliação, totalmente feita em computador, acontece a cada três anos e abrange três áreas do conhecimento – Leitura, Matemática e Ciências. Em 2015, foi incluída a avaliação das áreas de Competência Financeira e Resolução Colaborativa de Problemas.

O estudo produz indicadores que contribuem com a discussão da qualidade da educação nos países participantes, de modo a subsidiar políticas de melhoria do ensino básico. A avaliação é aplicada em mais de 80 países. No Brasil, 13 mil jovens da rede pública e privada fizeram as provas e responderam aos questionários em maio de 2018.

O Brasil participa do Pisa desde sua primeira edição, em 2000, sendo o Inep a instituição responsável pela implementação e condução do programa no país. Essa participação tem permitido ao instituto crescimento no que tange ao conhecimento técnico que vem sendo aplicado em avaliações nacionais, bem como em relação à criação de novos indicadores. A participação no Pisa contribui, ainda, como subsídio para a elaboração de políticas públicas educacionais pelo Ministério da Educação.