Institucional 17 de Outubro de 2019

Portfólio dos líderes da transformação digital do Governo Federal destaca diretor do Inep

O Governo Federal publicou o portfólio dos Líderes da Transformação Digital. Camilo Mussi, diretor de Tecnologia da Informação e Disseminação de Informações Educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), é um dos 17 líderes selecionados pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), entre 289 perfis. O grupo é responsável pela condução do processo de transformação digital e trabalha junto à Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia.

Os líderes são responsáveis por viabilizar entregas finalísticas por meio de soluções de tecnologia da informação; possibilitar a transformação digital de seus respectivos órgãos; atuar estrategicamente, ao prospectar novas soluções tecnologicamente adequadas e alinhadas às necessidades de seus respectivos órgãos; gerir os recursos de tecnologia da informação, em observância ao disposto nos normativos do órgão central do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (Sisp); e mobilizar equipes que atuam com tecnologia da informação (TI).

“A transformação digital proposta pelo Governo Federal é imprescindível para o avanço econômico e social do Brasil. Precisamos de gestores e profissionais de TI aptos a dar respostas contundentes, avaliar oportunidades em contextos adversos e adotar novas ideias e recursos gerenciais que favoreçam o controle das incertezas e a efetividade dos objetivos almejados”, defende Mussi. Para o diretor, trata-se de um projeto ambicioso e necessário, que demanda profissionais com experiência na gestão pública da tecnologia.

Currículo – Servidor público do Banco Central, Camilo Mussi é presidente substituto do Inep e está à frente da Diretoria de Tecnologia da Informação e Disseminação de Informações Educacionais, desde 2016, e dirige uma equipe de 150 profissionais. Nesse período, foi responsável pela implantação do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), pela reformulação do sistema de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e, mais recentemente, é um dos gestores à frente da implantação do Enem Digital, que tornará o maior exame do Brasil exclusivamente digital a partir de 2026.

Também é mestre em computação aplicada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e tem especializações em gestão de recursos humanos, direito da tecnologia da informação, direito civil, gestão de projetos e saúde internacional. É bacharel em direito, em ciências aeronáuticas e em administração. Professor de graduação, pós-graduação e MBA, já atuou também como coordenador de curso. Camilo Mussi é autor de diversos artigos apresentados em eventos nacionais e internacionais e, como docente, já orientou mais de 800 trabalhos de conclusão de curso.